Hamilton gosta da ideia da F1 conseguir um piloto americano – futebol na tela

Hamilton gosta da ideia da F1 conseguir um piloto americano

O heptacampeão de Fórmula 1, Lewis Hamilton, disse que seria uma ‘boa missão’ para a categoria encontrar o próximo piloto americano.

A F1 correu em Miami no último fim de semana, no que foi o primeiro de dois GPs nos EUA no calendário de 2022.

Em 2023, esse número aumentará para três, já que Las Vegas assinou um acordo com a F1 para sediar uma corrida em um sábado à noite.

Com o interesse da F1 nos EUA crescendo, o grid atualmente não tem um piloto americano, com Alexander Rossi sendo o último norte-americano a participar da categoria, em 2015.

Hamilton apoia a F1 para atrair com sucesso um piloto nascido nos EUA em breve “Realmente não me surpreende que atualmente não haja pilotos dos EUA na F1”, disse Hamilton.

“Acho que talvez seja mais uma coisa cultural. Você sabe, nos Estados Unidos. É a NFL, é a NBA. É Nascar, a Indy. Quero dizer, tem sido uma construção bem lenta, tentando trazer a consciência da categoria. Infelizmente, os americanos precisam acordar em horários estranhos para assistir a um GP de F1.”

“Mas acho que esse novo passo que foi dado, para trazer a conscientização, o programa da Netflix, realmente trouxe essa base de fãs incrível, uma base de fãs de esportes que temos, que existe nos EUA.”

“E talvez agora seja a hora de começar a focar em como podemos incluir mais pessoas aqui, porque é um país muito diversificado. Tenho certeza de que há alguns pilotos incríveis em algum lugar, já que eles têm tantos grandes talentos esportivos. Então, seria uma boa missão para nós encontrarmos o próximo”, acrescentou Hamilton.